Presidente do Conasems fala com tutores da região Nordeste do projeto Aedes na Mira

Mauro Junqueira, presidente do Conasems, conversou com os alunos do curso de Formação de Tutores da Região Nordeste do Projeto Aedes na Mira realizado em parceria com o Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento Social (IPADS), na manhã desta quarta-feira (24), em Recife. Também estiveram presentes Jailson Correia, secretário municipal de Saúde de Recife, Willames Ferreira, vice-presidente do Conasems, e Orlando Jorge, presidente do Cosems Pernambuco.

Mauro falou aos tutores sobre a importância da atuação deles para o sucesso do projeto. “O papel de vocês é essencial no processo do combate às arboviroses, pois vocês levarão o conhecimento adquirido nessa capacitação para gestores e técnicos de nível médio e superior que atuam na ponta”, afirmou.

O presidente da entidade destacou a importância desse tipo de capacitação, pois, segundo ele, o problema das arboviroses é muito grande e precisa ser combatido com seriedade e trabalho. Mauro comentou com o grupo que o Conasems pretende selecionar 300 projetos produzidos pelos alunos dessa capacitação realizada em parceria com o IPADS para serem apresentados em uma mostra nacional. “A ideia é que, ao final desse projeto, o gestor ou o técnico que participou dessa capacitação possa apresentar um plano de intervenção no seu município. Esse tipo de troca de conhecimento é muito importante para o sucesso desse projeto”.

Jailson Correia, secretário de Recife, elogiou a iniciativa do Conasems de fazer parcerias que tem dado origem às capacitações com o intuito de controlar a proliferação do Aedes no território nacional. “Voltar a discutir, voltar à sala de aula, questionar e tomar medidas no dia a dia baseadas no conhecimento, me parece uma etapa fundamental para esse enfrentamento e o Conasems está com esse compromisso”. Willames Ferreira e Orlando Jorge comentaram sobre o papel fundamental dos tutores para o sucesso do projeto. “Fazer com que esse projeto funcione em sua plenitude não é fácil, a participação ativa de vocês é essencial para que tudo funcione como planejado”, disse Orlando dirigindo-se aos participantes do curso.

Mauro encerrou comentando sobre a importância de ter um projeto de combate ao Aedes Aegypti que abrange todo o território nacional. “O Conasems tem realizado uma série de ações, o projeto Aedes na Mira é uma delas. Todos vocês passaram por um processo de avaliação, não tenho dúvida de que são os melhores, e que vão nos ajudar nessa luta. Nosso país conta com vocês para que a gente consiga fazer a diferença no combate às arboviroses”.

Antonio Edmilson de Lima Filho, selecionado para ser um dos tutores do projeto, é Agente Comunitário de Saúde em Fortaleza, no Ceará. Ele agradeceu ao presidente do Conasems pela iniciativa e falou sobre a relevância desse tipo de projeto: “O combate ao Aedes tem que envolver todos os atores: gestão, técnicos e comunidade. Nós vamos capacitar pessoas que vão capacitar gente que trabalha com Educação e Saúde, ou seja, o conhecimento vai chegar na sociedade”.

Outras capacitações

A capacitação de tutores realizada em parceria com o IPADS é uma ação dentre várias outras do projeto Aedes na Mira. Desde o início de junho deste ano, as capacitações autoinstrutivas em Entomologia aplicada à Saúde Pública e de Vigilância em Saúde Pública estão com inscrições abertas. As ferramentas desenvolvidas por meio de parceria entre o Conasems e a Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (ProEpi) já contam com mais de oito mil inscritos em todo país. Elas ficarão disponíveis de forma permanente na internet e servem de apoio aos profissionais da saúde e ao público em geral.

Além disso, alguns profissionais que concluíram a primeira etapa na plataforma de Ensino à Distância (EAD) foram selecionados pelos Cosems para participarem das duas turmas de capacitação semipresencial realizadas em Brasília. A ProEpi fez avaliação do perfil de cada aluno e profissionais de todas as unidades da federação foram selecionados para participar da etapa presencial. Os selecionados completaram 40 horas de carga-horária presencial.

Confira a galeria de fotos